TDAH Ampare psiquiatra Hércules Ipatinga Vale do Aço
Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH)

O que é TDAH?

O TDAH - Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade é uma síndrome (conjunto de sintomas) caracterizado pela hiperatividade, distração, desatenção, agitação, desorganização, esquecimento, impulsividade e outras características específicas do transtorno.

 

Todas as pessoas, tanto crianças quanto adultos, apresentam estas características em pelo menos algumas situações - o que é completamente normal. Porém, quando as queixas e os problemas causados por elas são muito intensos, pode ser alguma outra coisa - dentre as alternativas, pode ser indício de TDAH - Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade.

 

Hoje, já se sabe que o TDAH compreende uma lista com 18 sintomas, sendo nove deles relacionados à desatenção; 6 à hiperatividade; e 3 à impulsividade. É fundamental reforçar que a manifestação de um ou de alguns desses sintomas isoladamente e de forma pontual não caracteriza o diagnóstico do TDAH. Por isso, é preciso que pais, educadores e os profissionais de saúde responsáveis pelo diagnóstico do TDAH tenham bastante clareza de que é normal que as crianças, por exemplo, sejam bastante ativas ou certas vezes desatentas, e que isso não significa de forma alguma que tenham o transtorno de déficit de atenção e hiperatividade.

 

Diagnóstico e tratamento

O diagnóstico do TDAH é predominantemente clínico, ou seja, baseado na observação e relato dos sintomas pelo paciente com a ajuda de profissionais juntamente com o auxílio de familiares ou do parceiro e  professores.

 

A patologia pode causar importante prejuízo, sendo mais comum em crianças do sexo masculino. As causas do TDAH ainda não estão totalmente esclarecidas. Entretanto, as pesquisas apontam uma combinação de fatores ambientais, genéticos e biológicos para a manifestação do TDAH.


O tratamento do TDAH é abrangente e individualizado. Cada criança, adolescente ou adulto com o transtorno pode responder ao tratamento proposto de forma diferente e, por isso, é tão importante que haja acompanhamento médico, psicológico, educacional e familiar bastante próximo.
Fique atento aos sintomas e procure ajuda especializada, caso seja necessário.

Link's úteis:

Saiba mais: