depressão Ampare psiquiatra Hércules Ipatinga Vale do Aço
depressão

O que é?

Transtorno Depressivo é um transtorno comum, porém grave. Tristeza em momentos específicos da vida é normal, como após a morte de um ente querido. Porém, algumas pessoas vivenciam esse sentimento de forma muito intensa e por períodos muito longos (por 14 dias ou mais), e muitas vezes acompanhado de baixa autoestima, perda de interesse em atividades comuns do dia, pouca energia e dor sem uma causa definida por um período de 14 dias ou mais. A depressão afeta de forma negativa as relações familiares da pessoa, o emprego ou a vida escolar, o sono e as refeições e a saúde em geral.

 

Fisiologicamente, a depressão é um desequilíbrio no cérebro. Mas, ao contrário de outras doenças, ela não pode ser curada apenas com medicamentos, já que ela é uma combinação de fatores biológicos, genéticos, hormonais, psicológicos e sociais. Ou seja, a qualidade de vida, os relacionamentos e as maneiras que o indivíduo enfrenta o mundo, podem ser os gatilhos para a depressão aparecer.

 

Diagnóstico

O diagnóstico tem por base a descrição das experiências por parte da pessoa e a avaliação do estado mental. Embora não existam exames de laboratório específicos para a doença, podem ser realizados exames para descartar outras condições que causam sintomas semelhantes. 

Sintomas

Os sintomas gerais da depressão podem ser divididos em 4 categorias: comportamentos, sentimentos, pensamentos e físicos. É importante salientar que nem sempre o paciente apresentará todos os sintomas de uma única vez. Veja quais são os principais sintomas de quem sofre de depressão:

  • As atividades que antes eram prazerosas deixam de ser;

  • Choro sem motivo aparente;

  • Não se socializa mais com amigos e familiares;

  • Sentimentos de culpa, tristeza profunda e prolongada, frustração e irritabilidade

  • Pensamentos contrários à sua capacidade, personalidade e da vida no modo geral

  • Sentimentos físicos como alterações no peso, falta de apetite, insônia, dores de cabeça e dores musculares e cansaço extremo.

 

Tratamento

A depressão pode ter cura sim. Entretanto, como suas causas ainda não estão totalmente esclarecidas, não existe apenas um, mas vários tipos de tratamentos para a depressão, o mais indicado pelos especialistas é o uso de medicamentos em conjunto com a psicoterapia, mas também existem outros que podem auxiliar tratamentos para a depressão, como suplementos alimentares, atividades físicas, e outros.

 

Superando a doença

Além do tratamento médico, é preciso que o paciente se ajude. Para isso, algumas dicas são bastante válidas para que a superação da doença possa acontecer:

  • Simplifique sua vida;

  • Não se isole;

  • Aprenda maneiras de relaxar e controlar o seu estresse;

  • Estruture seu tempo;

  • Não tome decisões importantes quando você estiver mal;

  • Mantenha-se ativo;

  • Tenha uma boa alimentação;

  • Encontre maneiras para se envolver novamente com o mundo

O que diz a Organização Mundial da Saúde (OMS)

Segundo a OMS, a depressão é a principal causa de problemas de saúde e incapacidade em todo o mundo. De acordo com as últimas estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 300 milhões de pessoas vivem com depressão, um aumento de mais de 18% entre 2005 e 2015. A falta de apoio às pessoas com transtornos mentais, juntamente com o medo do estigma, impede muitas pessoas de acessarem o tratamento de que necessitam para viver vidas saudáveis e produtivas.

 

Portanto, muitas pessoas não sabem que sofrem de depressão por não conseguirem enxergar em si mesmos os sintomas característicos da doença. Portanto, se você conhece alguma pessoa que está tendo comportamentos típicos de alguém depressivo, converse com ele e sugira a procura médica. Quanto antes a doença for diagnosticada, melhor!

Link's Úteis:

Centro de Valorização da Vida

Saiba mais: