fobias Ampare psiquiatra Hércules Ipatinga Vale do Aço
Fobias

o que são?

A fobia é uma espécie de medo acentuado, excessivo, desmedido, persistente e irracional na presença, ou previsão de encontro com o objeto, ou situação que represente pouco ou nenhum perigo real, provocando no indivíduo uma ansiedade em um grau elevadíssimo, assim caracteriza-se um estado Fóbico ou de Pânico.

 

As fobias geralmente causam o aparecimento súbito de medo e inquietude e estão presentes por mais de seis meses, costumam ser de longa duração e provocam intensas reações físicas e psicológicas e pode comprometer seriamente a qualidade de vida de quem a tem. A pessoa afetada exerce grandes esforços para evitar a situação que lhe apavora, quando não é possível o objeto ou a situação serem evitados, a pessoa afetada apresenta sinais acentuados de aflição, medo e desconforto.

 

Em alguns casos, as fobias são desencadeadas por uma experiência negativa com o objeto ou a situação. A inquietude e a evitação à determinadas situações pelo indivíduo, são difíceis de controlar e podem prejudicar significativamente o funcionamento da pessoa e até a saúde física.

 

Tipos

Fobias Específicas: Na maior parte de casos de adultos, esta espécie de fobia é conscientemente reconhecida pela pessoa.

  • Animais (cobras, aranhas, ratos e baratas e outros)

  • Aspectos do ambiente natural (relâmpagos, terremotos e outros)

  • Sangue, injeções ou danos (cirurgias, anestesia, agulhas e outros)

  • Situacional (elevadores, ambientes fechados, medo do escuro e outros)

  • Outros tipos (medo de vomitar, contrair uma doença e outros).

 

Fobia Social: Caracterizado por manifestações de alarme, tensão nervosa, medo e desconforto desencadeados pela exposição à ambientes sociais — o que ocorre quando o portador precisa interagir com outras pessoas, realizar desempenhos sob observação ou participar de atividades sociais. Tudo isso ocorre até o ponto de interferir na maneira de viver de quem a sofre.

 

Durante as situações temidas, é frequentemente presente nessas pessoas a sensação de que os outros as estão julgando e, enfim, tais sujeitos não raramente temem ser reputados muito ansiosos e fracos. Por conta disso, tendem frequentemente a se isolarem. Exemplo: timidez excessiva, bullying, problemas com fala e outros.

 

Agorafobia: inclui medo de espaços abertos, da presença de multidões, da dificuldade de escapar rapidamente para um local seguro (em geral a própria casa). A pessoa pode ter medo de sair de casa, de entrar em uma loja ou shopping, de lugares onde há; multidões, de viajar sozinho. Muitas pessoas referem um medo aterrorizante de se sentirem mal e serem abandonadas sem socorro em público. Muitas pessoas com agorafobia padecem também de transtorno do pânico.

 

Tratamento

O tratamento dos portadores de fobias se dá através de uso de psicofármacos, como os ansiolíticos  e antidepressivos e a terapia cognitivo-comportamental.

Saiba mais: